05/09/2008

Anjo-do-mar…


Anjo-do-mar…


Mais que uma aventura
mais que uma onda de frescura…
que um simples oceano,
ou grandioso mar…
mais que o prazer de amar…
Mais que fácil gesto
um beijo, um abraço
ou um olhar modesto…
Mais que uma imensidão,
mais que uma pessoa
de grande coração…

Reinando no mar…
Como quem encanta
num simples olhar…
Para além,
de tudo e de ninguém…
Para além de uma canção de pescadores
além das palavras de pecadores…
…está o anjo-do-mar…
energia de uma maré;
mais que um complexo de fé…

Parti na aventura;
sem saber o que procurava…
nunca fui velejador,
nem homem do mar…
apenas poeta escritor,
dotado da arte de amar…
Messes e anos vasculhei o vazio,
olhei-te a primeira vez
cantavas à beira de um grande rio
Não cantavas cações de encantar
Cantavas histórias
De como te encontrar…

Parti cabisbaixo
sem nenhuma esperança…
Voltei com a felicidade
e um sorriso de criança…
pensei em dias a fundo
em me matar
e acabar com o meu mundo
agora sei; o que é amar…
Uma pessoa que queremos proteger…
Uma pessoa que nunca vamos esquecer…



Simples anjo-do-mar
não fui eu;
mas tu a me encontrar…
quando andava perdido
à deriva de mim…
Escutaste-me, livraste-me do fim…

Que és tu anjo-do-mar
Simples criança,
ou mulher que já sabe acarinhar?
Isso eu não,
mas continuo preso no teu olhar
tanta profundidade;
parecem falar…
Branca como espuma de ondas…
Cabelo de ondas…
De onde vieste tu?
De um conto de encantar
Ou de uma onda no vento do ar?…
Apenas isso anjo-do-mar…
…o melhor que eu posso desejar…
Obrigado…
por sempre me vires salvar!...


Este poema é dedicado à grande Tixa, como eu a chamo!
Pelo incomparável apoio, e pela doce forma de amar!...
Obrigado por tudo!!!E foi mesmo muito!!!

1 comentário:

Fly disse...

Bela homenagem à amizade, por certo a Tixa terá ficado pra-lá-de-feliz e Tu mais ainda porque lhe proporcionaste isso.
Gostei muito Tiago

Um abraço