15/12/2008

Homem finalmente!

Acho que já sou um homem.
Um jovem homem ainda;
Ainda preciso de aprender muito,
De errar muito…
De bater muita vezes com a cabeça na parede
(Como a minha família está sempre a dizer).
Os erros que cometo,
Assumo-os na plenitude de saber que os cometi.
O meu passado, repreendo alguns actos;
Mas orgulho-me de muitos também…
Neste momento posso dizer que gosto de viver!
Ou aprendi a gostar,
Sempre gostei, mas em alguns momentos
Engulo o meu orgulho e fraquejo;
Eu sou um simples humano e tenho direito a fraquejar…
Agora que penso sou mais amado e respeitado do que pensava;
Mas amado e respeitado pelos que me mostraram;
Pois sei que muitos nem valem o esforço de uma resposta…
Muitas pessoas com quem convivo
Não merecem metade do respeito e carinho que lhes dou;
E outras mereciam muito mais do que aquilo a que se dignificam.
É esse um dos meus erros.
Um outro erro pelo qual me repreendo
É não deixar a coisas da vida irem acontecendo,
Em vez de as tentar apressar ou as planear.
Falo do amor, claro.
Tenho esta obtusa mania de querer planear um beijo ou um abraço
(Porque eu gosto muito de beijos e abraços,
Ma nunca ninguém mos dá.
Parece que tenho de começar a preencher requerimentos…)






Acho que agora estou pronto para uma nova fase da minha vida.
Uma fase mais desinibida e bem menos triste;
A mágoa da morte do meu pai ainda se sente,
Mas quase dois anos passaram, e está na altura de prosseguir
E de fazer o que sem duvida ele quereria para mim;
A felicidade!
Prosseguirei para este objectivo
Como sempre prossegui para os outros;
De cabeça levantada, e com humildade que sempre quero ter.
Que comece uma nova fase, que comece uma nova vida!
Despida de preconceito e de histerias…
Fora a infelicidade, fora a tristeza, fora tudo de antigo!
Irei mudar aos poucos, nem depressa, nem devagar;
Mas acima de tudo mudança!
Adeus velho Tiago!
Olá Tiago novo e sem pudores
Tiago desinibido e de cabeça baixa…
Agora mais que tudo quero a vida;
Quero o amor;
Quero a felicidade;
Quero fazer os outros felizes diante de mim, e por mim;
Encontrar alguém especial
Quero-me a mim!
Quero a simplicidade o sabor doce;
Da vida!

Por mim,
Pelos que amo e que me amam
Pela felicidade!
Para ser homem! Finalmente…

1 comentário:

cina disse...

Adorei este teu texto Tiago.
É assim que tens de pensar todos os dias e noites. Com a fortaleza que aqui deixas-te.
Sim, és homem, jovem, bonito, e com um coracão grande e cheio de beleza.
Esse teu coracão nunca o mudes, mas sim muda a tua maneirade pensar. Agradece todo o pouco que tens, abraca cada pedaco de bondade que sintas ou que te é oferecida; verás que te sentirás mais forte e feliz.

Um beijo, Cina